Você sabe o que é seguro de vida e quais os benefícios que ele oferece?

O que você entende por seguro de vida? Basicamente, é um contrato que você realiza com a seguradora visando proteger financeiramente seus familiares. Este seguro paga uma quantia em dinheiro estabelecida no contrato, caso você morra ou não possa mais trabalhar. Existem tipos de seguros para proteção de bens e serviços.

Neste caso, você contrata esse tipo de serviço para resguardar a família ou alguém que depende do seu salário e não quer deixa-lo desamparado. Se você tem esse tipo de situação, vale a pena conhecer mais sobre este produto.

Os familiares ou pessoas indicadas na apólice do seguro de vida recebem uma indenização no caso de morte do funcionário da empresa que contratou o seguro. Em outras situações, como citaremos neste post, o seguro também pode ser usado, de acordo com as cláusulas do contrato.

Pagamento

Para você realizar o pagamento das mensalidades do seguro de vida, há dois tipos de situações. A primeira é, se a empresa optar por um plano não contributário, a organização arca com todas as despesas do produto.

A outra situação é, se a empresa escolheu um plano contributário, o funcionário paga parte do seguro de vida juntamente com a empresa. Normalmente, neste caso, o desconto para parte do pagamento do seguro já vem descontado na folha de pagamento.

Como utilizar

Em caso de sinistro, que é quando ocorre algumas das situações que o seguro de vida cobre, o beneficiário ou seus familiares têm de informar a empresa. Com isso, a organização entra em contato com empresa com quem fez o seguro de vida e solicita a indenização.

O que o seguro cobre?

Existem inúmeras clausulas no seguro de vida indicando qual é sua cobertura. Dentre elas, o seguro oferece:

– Em situações de demissão, a empresa oferece indenização;

– Pagamento em caso de incapacidade de trabalho por tempo determinado. 

– Morte acidental ou natural;

– Casos de invalidez parcial ou total, entre outras situações.

Para consultar qual é a cobertura do seu seguro de vida, é necessário se informar diretamente com o Recursos Humanos da empresa.

Lembrando: a indenização que os familiares possivelmente terão em caso de sinistro não é considerado uma herança. Portanto, caso a pessoa falecida possua dívidas, o dinheiro do seguro não é descontado para saldar esses débitos.

Contratação

Para que o plano possa ser contratado pela empresa, que varia de acordo com a seguradora, os funcionários beneficiados com o seguro devem ter idade entre 14 e 65 anos.

Há outras condições que são impostas, como:

– Funcionários com bom estado de saúde;

– Funcionários exercendo a atividade profissional regularmente.

Há outras condições que podem ser colocadas para a contratação do serviço, mas todas essas cláusulas devem vir discriminadas no contrato.

O segurado também precisa informar algumas questões, como se possui alguma doença, antes da contratação do seguro. Nesse caso, as coberturas para esse funcionário podem ser diferentes daquelas oferecidas aos demais.

Valores

O valor da contratação do seguro vai de acordo com a seguradora contratada. Um exemplo disso foi uma pesquisa publicada pela Proteste em 2016, órgão de defesa do consumidor, que mostrou que um mesmo seguro no valor de R$ 40 mil variou entre R$ 16, para um segurado que estava na faixa dos 18 anos, e R$ 213 mensais, para um segurado com 65 anos.

Em outras palavras, quanto mais velho você for, mais caro será o pagamento, já que, por você ser mais velho, terá mais chances de acionar o seguro. Outro exemplo é que muitas empresas não aceitam a contratação da apólice para pessoas depois dos 65 anos.

Lembrando: se caso não houver ninguém indicado na apólice, metade do valor da indenização ficará com seu marido e esposa, caso você seja casado, e a outra metade ficará com seus filhos. Está norma dos seguros foi garantida no artigo 792 do Código Civil. Se for um seguro de vida contratado como garantia de pagamento de um empréstimo ou financiamento, este valor ficará com o banco ou a financeira. Por isso é necessário conferir quais são suas intenções com este seguro, para que o valor possa seguir com destino certo.

Dicas

Depois de toda essa análise, ainda é necessário estar atento ao tipo de serviço que você contratou. Uma dica é que você pode contratar diversos tipos de seguros com empresas diferentes ao mesmo tempo. Na maioria dos casos, esses seguros tem garantia de um ano, podemos ser renovados, mas suas atualizações acontecem pela movimentação da inflação.

Segundo o site Clube do Valor, “esses seguros resgatáveis são os únicos que oferecem esse benefício, avalie contratar um seguro resgatável selecionando o valor mínimo de resgate”. Em suma, você aproveita os benefícios do seguro por muito anos e não tem um aumento tão significativo no valor a ser pago.

Cotação

Antes de qualquer contratação, avalie qual o seguro que mais atende suas necessidades. Faça uma contação para entender este mercado e quais são as seguradoras disponíveis para o seu possível contrato.

Você irá conseguir esta opção com um corretor independente. Ele irá mostrar todas as opções do mercado sem favorecer qualquer seguradora. Neste momento o corretor irá acontecer os prós e contras de cada contrato e você terá uma visão ampla dos seguros. Escolha o que é realmente melhor para você.

Para contratar um seguro independente, sem depender da empresa que você trabalha, consulte um corretor de sua confiança e ele fará o intermédio da negociação. Leve em condições esses procedimentos para fechar o negócio

– Credenciamento da empresa de seguros ou corretora na SUSEP;

– Confiança e imagem que a empresa vende no mercado;

– Agilidade expertise da corretora durante a contratação;

– Detalhamento de todas as coberturas simuladas, respondendo todas as dúvidas possíveis;

– Recomendação de outros segurados ou de pessoas quem possuem algum tipo de seguro.

Veja também: Dicas Imperdíveis Para Quem Vai Viajar Pela Primeira Vez

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *