Como as Tecnologias Podem Ajudar na Educação?

Há muita discussão sobre como a tecnologia pode ajudar na educação. De crianças a adolescentes, os jovens de hoje são experientes em tecnologia e dependem dela mais do que nunca. 

Embora isso tenha seus benefícios, não há como negar que existam certos aspectos negativos, por exemplo, a sobrecarga de tecnologia pode levar à retirada social, muitas horas na internet e dependência de jogos, smartphones e redes sociais. 

Sendo assim, não seria melhor manter os aparelhos tecnológicos fora da sala de aula e seguir métodos de ensino tradicionais e que já foram testados? Não. Não necessariamente.

O que dizem os especialistas?

Os especialistas concordam que, da maneira correta, a tecnologia pode melhorar a experiência de aprendizado. E não apenas para os alunos. Mas também para educadores. 

Claro que a tecnologia nunca deve substituir os professores de carne e osso. Dito isto, os educadores estão observando constantemente os benefícios do aprendizado “misto”. 

E se as novas tecnologias aprimoram a experiência de aprendizado, não é lógico que os professores estejam dispostos a adotá-las? Mas então, como exatamente a tecnologia ajuda os professores a criar um ambiente de aprendizado mais produtivo e eficaz? E o que os alunos ganham com isso? Veja a seguir!

Ajuda os professores a superar desafios da sala de aula

Pergunte a qualquer professor sobre quais são seus maiores desafios na sala de aula e eles devem mencionar pelo menos um (e provavelmente vários) dos itens abaixo:

  • Personalidades variadas e conflitantes: aqueles que são comportados, que são perturbadores, que são extrovertidos e que preferem se esconder na parte de trás da sala de aula;
  • Estudantes que se entediam facilmente ou têm um curto período de atenção;
  • Incentivar a participação e a interação de todos;
  • Constantemente tendo que pensar em maneiras novas e inovadoras de manter os alunos interessados, motivados e entretidos;
  • Fornecer suporte personalizado para atender às necessidades individuais de cada aluno;
  • Trabalhando com grandes números de turmas, que geralmente incluem alunos de diferentes níveis de aprendizado;
  • Mantendo-se em dia com a papelada, horários e implementando planos rígidos de aula enquanto permanece no currículo.

A tecnologia inteligente adiciona uma nova dimensão aos métodos tradicionais de ensino, ajudando os professores a enfrentar e resolver muitos desses desafios. Siga acompanhando.

Oferece aos alunos escolhas cognitivas

A tecnologia e os dispositivos interativos incentivam a autonomia e a responsabilidade. E, quando os alunos têm mais controle sobre o aprendizado e a tomada de decisões, ficam mais motivados e investem no processo de aprendizagem. 

O aprendizado proativo e colaborativo também afasta o professor da frente da sala de aula e permite que ele assuma um papel mais consultivo.

Mostrando, não dizendo

Ferramentas permitem que os professores adotem uma abordagem mais “mostrar, não contar”. Isso facilita a explicação de tópicos complexos, como um problema de matemática difícil ou uma atividade de alfabetização, porque o uso de recursos visuais ajuda os alunos a absorver informações e entender um tópico mais rapidamente.

Tecnologia na educação para necessidades especiais

A tecnologia pode percorrer um longo caminho no sentido de ajudar os alunos com dificuldades de aprendizagem a preencher a lacuna e nivelar o campo de jogo com seus colegas, enquanto aumenta sua autonomia.  

Os tablets com tela sensível ao toque são fáceis para alunos com dificuldades nas habilidades motoras e desafios cognitivos ao uso. 

Eles também são um ótimo comunicador alternativo para alunos com desafios verbais. E podem fornecer suporte adicional de leitura e escrita para pessoas com dislexia. Tablets e aplicativos inteligentes são particularmente benéficos como auxílio educacional para estudantes com autismo, por exemplo.

A frustração de não ser capaz de se comunicar efetivamente contribui muito para problemas comportamentais e pode levar a perturbações na sala de aula. 

Porém, tablets e aplicativos podem ajudar essas crianças a se expressar e verbalizar seus pensamentos e sentimentos. Eles também podem incentivá-los a interagir e colaborar mais rapidamente em um ambiente de grupo.

É divertido

A tecnologia ajuda a quebrar as barreiras da aprendizagem formal e autoritária. Os alunos respondem muito mais positivamente em um ambiente de aprendizado descontraído e agradável. 

Inclusive, crianças mais novas, em particular, aprendem melhor e são muito mais capazes de resolver problemas lógicos através da brincadeira.

Portanto, escolas em Santo André, São Paulo, Rio de Janeiro ou em qualquer lugar do mundo devem investir em tecnologias para a educação de crianças, pois os benefícios são inúmeros!

E não é só para crianças

Muitos professores costumam reclamar que estão gastando cada vez mais tempo com papeladas e planejamento de aulas do que com o ensino, de fato. 

Tecnologias como ferramentas e programas de software que economizam tempo podem realmente ser úteis nesse sentido, permitindo que os professores criem e gerenciem planos de aula com mais facilidade, automatizando tarefas cansativas e demoradas. 

Além disso, as ferramentas de rastreamento podem ajudá-los a monitorar o progresso dos alunos, criar e classificar tarefas e até aprimorar seu próprio desenvolvimento profissional. 

Veja também:

Vitrine Vidros em Natal – Especialista e Referência Nos Serviços

DICAS PRÁTICAS DE COMO ECONOMIZAR O SEU TEMPO E DINHEIRO

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *